Portugal regressa na quarta-feira aos mercados para colocar até 1.000 milhões de euros de euros através de dois leilões de Bilhetes de Tesouro com maturidades a três meses e a 11 meses, informou hoje a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública - IGCP.

Os dois leilões do próximo dia 19 têm um montante indicativo global entre 750 e 1.000 milhões de euros e maturidades a três meses (novembro) e a 11 meses (julho de 2016), ainda segundo a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.