O Governo atualizou esta sexta-feira a lista de devedores à Segurança Social. Há 5.365 novos contribuintes, que devem no total cerca de 414,6 milhões de euros, segundo a informação divulgada pelo Ministério do Trabalho.

Do total, 2.397 são contribuintes da segunda fase conhecida esta sexta-feira e 2.968 já constavam na primeira fase, mas foram notificados segunda vez.

A lista negra de devedores foi reativada em junho e, nessa altura, estavam inscritos mais de 1. 700 devedores. Um número à partida reduzido, mas nessa primeira fase apenas contaram as dívidas superiores a 25 mil euros entre os particulares e acima de 50 mil entre as empresas. 

Já esta segunda conhecida inclui pessoas coletivas com dívidas entre os 10 mil e os 50 mil euros (segunda fase) que, tendo sido notificadas, não tenham regularizado a respetiva situação contributiva. Portanto, em três meses, o número de devedores mais do que quadruplicou.

Ainda há uma terceira fase, cujos resultados serão conhecidos em dezembro, com a publicação da lista de pessoas singulares com dívidas compreendidas entre os 7 mil e 500 euros e os 25 mil euros.

Veja aqui a atualização da lista de devedores à Segurança Social

Aquilo que os contribuintes devem às Finanças e à Segurança Social ultrapassa os 4.100 milhões de euros, o que daria para cumprir a meta do défice de Portugal este ano. O compromisso com a Comissão Europeia é baixá-lo em 4.600 milhões de euros.