Está em aberto o processo de escolha do futuro diretor-geral dos impostos. Helena Borges está a substituir Brigas Afonso, que saiu na sequência da polémica sobre a lista VIP do Fisco.

No entanto, o concurso público para o cargo ainda não foi publicado em Diário da República. Na prática, Helena Borges foi apenas nomeada pelo Governo como diretora-geral interina.

O nome definitivo terá ainda de passar pelas fases normais dos processos de concurso público, ainda por publicar em Diário da República.

Depois segue-se a fase de apresentação de candidaturas e só depois serão escolhidos três candidatos que serão apreciados pelo Governo.

Até chegar às Finanças o processo está nas mãos da Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública.