A Autoridade Tributária e Aduaneira vai ter 3.000 novos computadores a partir do próximo ano, um encargo de quase 1,7 milhões de euros a pagar até 2019, segundo um diploma hoje publicado.

A portaria do secretário de Estado Adjunto e do Orçamento, publicada em Diário da República, inclui também nos 1.697.400 euros a gastar despesas de assistência técnica.

O orçamento do Ministério das Finanças para o próximo ano prevê já 1,6 milhões de euros desse montante, repartindo-se o restante pagamento até 2019 em 18.450 euros por ano.