Muitos dos trabalhadores do privado estão a ser surpreendidos com os reembolsos do IRS que acabam por ser mais elevados do que se previa depois do aumento de impostos aplicado em 2013, escreve o Diário Económico.

A explicação é que estes contribuintes adiantaram mais dinheiro devido às taxas de retenção na fonte que são aplicadas todos os meses ao rendimento bruto.

No caso dos pensionistas e funcionários públicos, o aumento justifica-se com o pagamento dos subsídios de férias e Natal.

Este é o primeiro ano do acerto de contas depois do aumento das taxas de IRS imposto pelo então ministro das Finanças, Vítor Gaspar.

O Ministério das Finanças não esclareceu se os reembolsos já estão a ser pagos, mas é possível aos contribuintes que entreguem a declaração de IRS via internet fazerem uma simulação e perceber quanto vão receber ou pagar.

A data limite de pagamento dos reembolsos é a 31 de agosto.