A taxa de inflação anual da zona euro fixou-se nos 0,5% em maio de 2014, abaixo dos 0,7% verificados em abril e dos 1,4% observados no mesmo mês do ano passado, revela o Eurostat.

De acordo com o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, a taxa de inflação mensal no conjunto dos países da moeda única foi de -0,1% em maio.

Já em termos anuais, na União Europeia, a taxa de inflação ficou nos 0,6% em maio, também abaixo dos 0,8% de abril e dos 1,6% registados no mesmo período de 2013, enquanto a taxa de inflação mensal foi de -0,1%.

As únicas taxas de inflação anuais negativas verificaram-se na Grécia (-2,1%), na Bulgária (-1,8%), em Portugal (-0,3%) e em Chipre (-0,1%).

Portugal já tinha registado taxas de inflação anuais negativas em abril (-0,1%), em março (-0,4%) e em fevereiro (-0,1%).

A Áustria (1,5%), o Luxemburgo (1,4%) e a Roménia (1,3%) foram os países com taxas anuais mais elevadas.

Em relação ao mês anterior, abril, a inflação anual baixou em dezasseis Estados-membros, mantendo-se estável em quatro países e aumentando em sete.

Os setores que tiveram maior impacto na subida da taxa de inflação anual da zona euro foram o do tabaco, da restauração e cafés (0,08 pontos percentuais cada) e eletricidade (0,07 pontos), enquanto o setor dos legumes (-0,13 pontos) e frutas (-0,07 pontos) foram responsáveis pela descida da taxa.