A taxa de inflação anual da zona euro baixou em novembro para 0,3%, face aos 0,4% de outubro, confirmou esta quarta-feira o Eurostat, enquanto em Portugal se fixou nos 0,1%.

Ainda segundo o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia (UE), já no total dos 28 países da UE a inflação anual ficou em 0,4% em novembro, também neste caso abaixo dos 0,5% de outubro.

Em novembro de 2013, a inflação anual dos 18 países da zona euro foi de 0,9% e de 1% nos 28 da União Europeia (UE).

Em Portugal, em novembro, a inflação anual fixou-se nos 0,1%, o mesmo valor registado já em outubro.

Entre os Estados-membros, as taxas de inflação anuais negativas foram observadas na Bulgária (-1,9%), Grécia (-1,2%), Espanha (-0,5%) e Polónia (-0,3%) e as taxas de inflação mais elevadas na Roménia e Áustria (1,5% cada um) e Finlândia (1,1%).

A influenciar a taxa de inflação anual da zona euro pela negativa esteve, em novembro, o setor da energia, com os combustíveis para transportes (-0,22 pontos percentuais) e as telecomunicações e combustíveis líquidos (-0,09 por cento cada um), enquanto tiveram impacto em alta restaurantes e cafés (+0,09 pontos), os alugueres (+0,08 pontos) e o tabaco (0,06 pontos percentuais).

A taxa de inflação anual mede a variação do nível de preços entre um mês e o mesmo mês do ano anterior.

A baixa inflação da zona euro tem dominado as preocupações do Banco Central Europeu (BCE), que tem como principal mandato ter, a médio prazo, uma taxa de inflação próxima, mas abaixo de 2%.