O Estado vai passar a descontar mais sobre os vencimentos dos funcionários públicos para a Caixa Geral de Aposentações. É mais uma medida que visa aproximar as regras do setor público às do privado. Só que os sindicatos temem que isto signifique uma pressão acrescida para dispensar mais pessoal.

A ideia do Governo é que todos os serviços do Estado passem a descontar 23,75% sobre os salários dos funcionários públicos para a CGA, sendo que atualmente descontam 20%.

Os sindicatos não gostaram da ideia e esperam é que o Tribunal Constitucional trave as propostas.

Para a CGA, o aumento dos descontos representa uma receita adicional de cerca de 470 milhões de euros.

Os funcionários públicos continuam a descontar os mesmos 11% como até agora. Vão é pagar mais para a ADSE. Em vez de 2,25% passam a descontar 2,5% do salário.