A Segurança Social deixou de aceitar pagamentos de dívidas em dinheiro, para valores acima dos 150 euros. Segundo o Correio da Manhã, esta mudança aconteceu no dia 22 de novembro, através do despacho nº 15283/2013.

As regras relativamente ao pagamento por cheque também foram alteradas: o cheque tem agora de ser visado ou emitido pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.

As novas regras estão a dificultar a vida dos contribuintes que não têm contas bancárias.

O pagamento de pensões e rendas estão excluídos das novas regras.