[Atualizada às 15h41]

O jornal «Faro de Vigo» avança que trezentos mil espanhóis estão a ser notificados pela Ascendi e pela Brisa para pagarem dívidas acumuladas pela utilização das antigas SCUT. Agora, Portugal exige 11 milhões de euros aos condutores galegos que não pagaram em estradas nacionais.

Só na Galiza foram notificados 40 mil condutores, segundo um responsável da empresa intermediária das concessionárias, citado pelo jornal de Vigo. Em Pontevedra estão cinco mil cobranças em andamento.

Centenas de casos estão já a seguir para os tribunais hispânicos.

«Em caso de reiterado não pagamento da dívida, o processo evolui para reclamação judicial junto dos tribunais espanhóis competentes», lê-se num comunicado da Ascendi.

Contatada pela Lusa, a Brisa manifestou posição semelhante considerando não existir justificação para o incumprimento por automobilistas espanhóis.

«O modelo de cobrança de portagens da Brisa é idêntico àquele que existe em Espanha. Assim, a Brisa recorda que, nas autoestradas a si concessionadas estão disponíveis, em todas as barreiras de portagem, várias máquinas distribuidoras de títulos de trânsito, com sinais informativos, em português e em inglês, através dos quais o condutor é informado de que deverá retirar o título de trânsito, com vista ao pagamento da portagem respetiva, aquando da saída da autoestrada», explicou a empresa, em comunicado.