O salário médio anual dos trabalhadores temporários era de 582 euros em 2012, o que equivale a mais 20% que o salário mínimo, mas menos 1,3% que o rendimento médio do setor em 2011, refere um relatório.

De acordo com o relatório de 2013 que o Provedor da Ética Empresarial e do Trabalhador Temporário (PEETT) vai apresentar publicamente hoje em Lisboa, o salário médio anual auferido pelos trabalhadores temporários era de 589,73 euros em 2011.

Cerca de 43,3% dos trabalhadores temporários auferiram em 2012 salários entre os 485 euros e os 600 euros.

Em 2012, segundo dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) citados pelo PEETT, 32% dos trabalhadores temporários auferiu o salário mínimo nacional (485 euros) e 13,1% recebeu vencimentos mensais entre os 600 e os 750 euros.

De acordo com o documento, a que a agência Lusa teve acesso, valores superiores a 1.000 euros são escassos no universo do trabalho temporário e abrangem apenas 3,2% trabalhadores.

O relatório salienta ainda que existem diferenças salariais no setor em função do género e da idade: as mulheres recebem em média menos 33 euros do que os homens e os jovens recebem em média menos 37 euros do que os adultos.

O Provedor do Trabalhador Temporário (PEETT), Vitalino Canas, recebeu 102 novos pedidos de trabalhadores em 2013, 27 dos quais sob a forma de queixa contra empresas do setor.