O Banco de Portugal vai devolver os subsídios de férias e de natal relativos a 2012 a todos o reformados da instituição, o que inclui dezenas de ex-governantes e economistas: é o caso de Cavaco Silva, Manuela Ferreira Leite, por exemplo.

Segundo o Correio da Manhã, o Tribunal Constitucional deu luz verde, depois do Tribunal de Trabalho ter condenado o regulador a devolução do 13º mês e subsídio de férias de 2012. Segundo o TC, estava em causa o interesse público no cumprimento das metas orçamentais.

A decisão judicial visava um pequeno grupo de reformados,

mas o BdP entendeu estender a decisão a todos, o que significa uma verba equivalente a 7,5 milhões de euros.