São cada vez menos os contribuintes a processarem o Fisco. No primeiro trimestre deste ano, os processos baixaram 10% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Administração Fiscal venceu 44% dos processos e perdeu 38%, o que equivale a 171 milhões de euros que não tiveram de ser pagos ao Estado.

A devolução do IRS deverá ser concluída até à próxima segunda-feira. Essa é, pelo menos a intenção do Governo, que quer rapidez no processo que, no ano passado, durou até ao final de julho.

Entretanto o Fisco chamou mais de 163 mil contribuintes que entregaram a declaração na primeira fase, ou seja, trabalhadores por conta de outrem e pensionistas. É um número que está em linha com o do ano passado.

O maior número de divergências detetadas neste ano está relacionado com a omissão de declaração de mais ou menos valias resultantes da venda de ações.