A prestação da casa vai voltar a descer em outubro.
 
A tendência descendente das taxas Euribor vai voltar a refletir-se nos contratos que são revistos no próximo mês.
 
De acordo com o Diário Económico, as descidas no valor da prestação mensal vão oscilar entre um mínimo de 0,3% e um máximo de 2,9%.
 
O maior alívio no encargo mensal deverá ser sentido pelas famílias que têm a Euribor a 12 meses como indexante. Neste caso, para um crédito de 100 mil euros a 30 anos a prestação desce 10 euros.
 
Quem optou pela taxa a seis meses vê a prestação cair 0,9%, já a três meses a prestação desce 0,3%.


Euribor renovam mínimos 


As taxas Euribor caíram na sessão de ontem para os valores mais baixos de sempre a seis, nove e 12 meses e mantiveram-se também em mínimos a três meses, em relação a sexta-feira.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, foi hoje fixada em 0,029%, menos 0,001 pontos do que na sessão anterior e novo mínimo de sempre.

A Euribor a três meses, em terreno negativo desde 21 de abril passado, foi fixada em -0,041%, o mesmo valor de sexta-feira e atual mínimo de sempre, registado pela primeira vez a 25 de setembro.