A transportadora Scotturb estará já a recusar os passes sociais como títulos de transporte válidos. Segundo o «Expresso», uma mulher de 67 anos foi multada e expulsa de um autocarro da Scotturb esta sexta-feira por não lhe ter sido aceite o passe social como título de transporte válido.

O jornal cita João Pedro Fonseca, familiar da lesada, segundo o qual, após ontem ter pago bilhete, hoje de manhã, mediante as notícias de que as transportadoras Vimeca e Scotturb estariam ainda aceitar os passes sociais e de que uma portaria do Governo obrigaria as empresas a aceitar passes intermodais, Paulete Pereira viajou apenas com o seu passe social.

O resultado foi uma multa de pelo menos 170 euros (caso seja paga nos próximos cinco dias; ou de 300 euros se for paga posteriormente) e ter sido expulsa do autocarro da Scotturb que a transportaria de Sassoeiros para Oeiras.

«É uma violência e uma usurpação de poder e não estamos em tempos de suportar isto», afirmou João Pedro Fonseca, indignado pelo sucedido à sua familiar.

O «Expresso» relata ainda o caso de Luís Marques, que ontem teve um problema semelhante na Amadora, quando tentou entrar num autocarro da Lisboa Transportes, pertencente à mesma companhia da Vimeca.

«Tentei utilizar o meu passe e não validou. O motorista disse-me que não podia utilizá-lo e que teria ou de de comprar um bilhete ou de sair do autocarro», contou.

Revoltado, Luís Marques abandonou o autocarro e tentou perceber a situação, sem sucesso. «Tentei ligar para o atendimento ao cliente, mas esteve sempre impedido», explicou.