As novas regras da Contribuição Extraordinária de Solidariedade (CES) foram esta sexta-feira publicadas em Diário da República, depois da promulgação por parte do Presidente da República, no início da semana. No entanto, estas só deverão começar a ser aplicadas em abril.

Os novos cortes serão aplicados a quem tem mais de mil euros brutos e agravados para quem tem pensões acima de 4.611 euros.

Recorde-se que, em 2013, Cavaco Silva insurgiu-se contra a CES, por considerá-la um «imposto de classe» e pediu a sua apreciação ao Tribunal Constitucional.

A medida vai abranger cerca de 165.500 reformados.