Quase 600 mil portugueses receberam as prestações sociais cinco dias mais cedo, devido ao Natal, noticia o «Correio da Manhã».

O Ministério da Solidariedade antecipou o pagamento de subsídios de desemprego, rendimento mínimo e outros apoios sociais, num montante próximo dos 250 milhões de euros.

Note-se que a data normal de pagamento destas prestações seria, segundo o ministério, a partir de 23 de dezembro, ou seja, ontem, mas o dinheiro acabou por ser transferido cinco dias antes.
 
Em causa está a tolerância de ponto de dois dias decretada este ano pelo Governo, que poderia vir a atrasar os pagamentos.