O presidente da Empresa Portuguesa das Águas Livres (EPAL), José Manuel Sardinha, disse esta terça-feira que a atualização tarifária da água deverá acompanhar o nível de inflação.

Escusando-se a avançar qual o valor da atualização tarifária já proposta e em fase de apreciação na Direção-Geral das Atividades Económicas (DGAE), José Manuel Sardinha disse: «Acompanha normalmente o nível da inflação e por vezes fica até abaixo».

O presidente da EPAL reforçou que o valor não se deve alterar muito e, quando questionado pelos jornalistas sobre a data do novo preçário, afirmou que não há um mês definido para a divulgação e que todos os anos a data se altera.

José Manuel Sardinha falava num encontro com jornalistas a propósito dos resultados de 2013 da empresa pública detida integralmente pelas Águas de Portugal, ano em que registou uma quebra do lucro de 8% para 40 milhões de euros.

A EPAL abastece cerca de três milhões de pessoas, de 35 concelhos a norte do rio Tejo, sendo responsável pelo abastecimento direto de cerca de 350 mil clientes no concelho de Lisboa.