O número de empresas e pessoas com impostos em atraso ultrapassa os 37.350, segundo dados da Autoridade Tributária e Aduaneira. Contas feitas, são mais 22% do que em setembro do ano passado, escreve o Diário de Notícias.

Mas neste universo total de devedores há 277 contribuintes que respondem por dívidas de valor superior a um milhão de euros, sendo a maior parte deles pessoas singulares, nas quais se incluem empresários em nome individual.

Ao todo são 168 particulares que não pagaram mais de um milhão de euros ao Fisco, contra 100 empresas na mesma situação.

A subida face ao número de setembro do ano passado acontece depois de se ter verificado uma descida por força do programa excecional de regularização de dívidas, que permitiu aos contribuintes para total ou parcialmente beneficiando de uma atenuação do valor das coimas e das custas processuais.