O Governo está a estudar a eliminação da sobretaxa de IRS no segundo escalão de rendimento.

De acordo com o Diário Económico, o fim da sobretaxa de IRS poderá beneficiar não só os contribuintes com rendimentos anuais até sete mil euros, do primeiro escalão, mas também os contribuintes que declaram entre sete e 20 mil euros.
 
De acordo com o jornal, dividir o escalão ou mesmo eliminar a sobretaxa são dois dos cenários em cima da mesa, bem como o que prevê uma redução superior a 50%.

Segundo o Correio da Manhã, o bónus pode mesmo chegar aos rendimentos que oscilam entre os sete e os 40 mil euros.
 
No programa do Governo está inscrita uma redução da sobretaxa de IRS para metade, no ano de 2016, e a restante metade em 2017. Mas para que a medida passe no Parlamento, o PS precisa da aprovação do PCP, Bloco de Esquerda e Verdes, que defendem a eliminação total da sobretaxa já no próximo ano.

O primeiro-ministro António Costa afirmou na sexta-feira que pretende encontrar uma solução para eliminar a sobretaxa de IRS "para o maior número possível de contribuintes" e no mais curto espaço de tempo dentro das limitações financeiras do Estado. 

António Costa falava aos jornalistas após ter sido recebido formalmente pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, a quem apresentou os cumprimentos do seu Governo, assumindo como intenção "uma grande cooperação institucional" entre os dois órgãos de soberania. Após este encontro,  Costa recusou-se ainda a adiantar o 'buraco' existente nas contas públicas