Se a proposta do grupo de trabalho do PS, para a eliminação da sobretaxa do IRS em dois anos for mesmo para a frente, o resultado para os contribuintes é o alívio desta carga fiscal para metade, já no próximo ano. Mas o impacto da medida nas famílias depende dos rendimentos.
 
Nas contas dos economistas chamados pelo maior partido da oposição, é possível reduzir a sobretaxa do IRS para metade já no próximo ano, de 3,5% para 1,75%.
 
Contas feitas, no caso de um contribuinte solteiro, que ganhe 1000 euros brutos por mês, o desconto extraordinário deste ano será de 98 euros. Já no próximo, recupera 49 euros.
 
Partindo do mesmo rendimento, mas numa família com um filho, o total da sobretaxa a pagar cairia de 185,20 euros para 92,6 euros no próximo ano.
 
No entanto, é nos salários mais altos – os que têm sofrido mais cortes – que a diferença também é maior.
 
Uma família com um filho e dois ordenados de dois mil euros desconta este ano 1.165 euros para a sobretaxa, mas em 2016 pagaria 582 euros e pouparia o mesmo valor.
 
Estas contas servem também para 2017, já que o valor da sobretaxa seria o mesmo. A proposta do PS prevê a eliminação desta taxa no ano de 2018, um ano antes da data apontada pelo Governo.

Leia aqui o documento da proposta do PS na íntegra.