É mais um balde de água fria nas expectativas dos contribuintes e um novo motivo para incendiar o debate político em relação à eventual manipulação dos impostos para fins eleitorais.

As perspetivas de devolução da sobretaxa de IRS voltaram a afundar no mês de Outubro. Segundo apurou o Jornal de Negócios, os números, a divulgar na próxima semana, indicam que se o ano fechasse agora não haveria qualquer devolução do imposto extraordinário.

A receita fiscal de IVA e de IRS voltou a abrandar no mês passado, com as novas previsões do Governo demissionário a anteciparem agora que não haja devolução da sobretaxa de 2015 no próximo ano.

Os protestos em relação ao assunto subiram de tom no final de outubro, depois das eleições, quando a projeção da sobretaxa afundou para os 9,7%. A indignação deverá voltar a falar mais alto quando forem divulgados os dados oficiais na próxima quarta-feira e que, segundo o Jornal de Negócios, apontam para uma nova queda das receitas fiscais, números que colocam a devolução da sobretaxa em zero.