Os depósitos de particulares voltaram a subir em novembro atingindo os 132.872 milhões de euros, mais 967 mil euros do que no mês anterior, segundo o boletim estatístico divulgado esta quarta-feira pelo Banco de Portugal.

A poupança das famílias atingiu um máximo histórico de 133.042 milhões de euros em julho de 2013.

Em agosto, os depósitos desceram para 132.073 milhões de euros e em setembro voltaram a cair (131.768 milhões de euros), começando a recuperar no mês seguinte para atingir o segundo valor mais elevado de sempre em novembro.

Este valor representa um crescimento de 2% face aos depósitos das famílias no mês homólogo, que se situavam nos 130.158 milhões de euros.