O consumo de combustíveis rodoviários caiu 8,4% no ano terminado em maio, face aos 12 meses imediatamente anteriores.

De acordo com os dados da Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), a maior queda registou-se na gasolina de 98 octanas (17,5%), mas também a gasolina de 95 octanas caiu 7,6% e o gasóleo 8,4%. O GPL foi o único a conquistar mercado, crescendo 5,6%.

Em maio de 2013, os preços dos combustíveis rodoviários estão, em média, cerca de 5,5% abaixo dos preços de maio do ano anterior. Relativamente ao mês anterior os preços caíram cerca de 2%.

O consumo global de combustíveis fósseis, quando comparado com o período homólogo do ano anterior, caiu 10,6%.

O gás natural foi o produto mais penalizado, tendo recuado 11,2%, seguido dos produtos do petróleo com uma queda de 10,5%.

O carvão teve uma redução de 10% devido a uma menor utilização das centrais termoelétricas.