Os preços dos combustíveis estão novamente a subir, refletindo o aumento das cotações do petróleo nos mercados internacionais e, embora o valor se tenha agravado em quase todos os postos de abastecimento, as subidas não são iguais.

O Jornal de Negócios recolheu preços de venda dos combustíveis dos 18 distritos do país através do site da Direção-Geral de Energia e Geologia, e o resultado revela diferenças substanciais nos preços, que chegam a divergir em 23 cêntimos, depois da atualização feita no início desta semana.

A diferença mais expressiva encontra-se no gasóleo: entre o posto da Galp em Leiria e da Gasolar em Viana do Castelo a diferença é de 18,8%.

É em Leiria, Aveiro e Faro onde a diferença de preços nos postos do mesmo distrito se revela mais expressiva, no caso do gasóleo. No caso da gasolina, ainda dentro do mesmo distrito, as discrepâncias são menos acentuadas, sendo que é em Portalegre que se verifica o maior fosso entre os preços.

O jornal adianta ainda que em 80% dos casos a Galp, BP e Cepsa apresentaram os preços mais caros. As gasolineiras de marca branca continuam a ser uma opção bem mais low-cost.