O Banco de Portugal adverte que a entidade que se apresenta com as designações «Scandi Finance» e «Scandi Credit» não se encontra habilitada a exercer, em Portugal, a atividade de concessão de crédito ou qualquer outra atividade financeira reservada às instituições sujeitas à supervisão do regulador.

A informação foi veiculada através de um comunicado no site do regulador. Desde 2007 que o BdP alerta para situações que configuram esquemas fraudulentos, através de mensagens de correio eletrónico não solicitadas remetidas por diversas entidades oferecendo «propostas de emprego» como «agentes financeiros», sendo oferecidas «comissões» sobre o valor de transferências intermediadas pelos destinatários das referidas mensagens.

Quando os contactados aceitam a proposta são-lhes solicitados diversos elementos pessoais, tais como o nome, número de bilhete de identidade, morada e dados da respetiva conta bancária, tendo em vista a utilização desta última para a movimentação de fundos, por transferências bancárias.

«Nesta medida, o Banco de Portugal adverte o público para a possibilidade de tais propostas configurarem um esquema fraudulento, tendo em vista a realização de transferências de fundos de proveniência ilícita, sendo que a participação no mesmo poderá configurar a prática de atos ilícitos passíveis de sanção».