Desde que o Governo anunciou a criação de um teto máximo às taxas, os bancos subiram os juros de um terço dos cartões de crédito.

Cortaram nos cartões que apresentavam custos superiores, mas agravaram as condições dos mais baratos.

O «Jornal de Negócios» fez as contas e garante que há casos em que a taxa subiu de 19,7 para 25,4 por cento.

Entre março e julho, quase um terço dos 146 cartões de crédito comercializados por um conjunto de 10 bancos representativos do mercado foram revistas em alta.