Portugal pagou mais 624 milhões de euros em juros do empréstimo da troika em 2013, face ao valor pago em 2012, elevando para quase 3 mil milhões de euros os juros e comissões pagos à troika nestes dois anos.

De acordo com a Direção-Geral do Orçamento, Portugal pagou 1.704 milhões de euros em juros pelos empréstimos do Fundo Monetário Internacional e dos fundos de resgate europeu no ano de 2013, quando em 2012 havia pago 1.080 milhões.

A estes valores acrescem as comissões pagas pelas operações, que passaram de 91 milhões de euros em 2012 para 56 milhões de euros.

No total destes dois anos apenas, Portugal acabou por pagar 2.931 milhões de euros em juros e comissões dos empréstimos da troika em 2012 e 2013.