A despesa dos utentes com medicamentos aumentou, entre janeiro e março, 0,3%, o equivalente a mais 490 mil euros, face ao período homólogo de 2014, adiantou esta terça-feira o Infarmed.

No mesmo período, o número de embalagens de fármacos dispensadas cresceu 1,6%, para mais 615 mil, tendo os encargos dos utentes do Serviço Nacional de Saúde diminuído 1,3%, sendo agora de 4,47 euros e 3,14 euros por embalagem no caso, respetivamente, de medicamento de marca e medicamento genérico.

Em comunicado, a autoridade nacional do medicamento adianta que a quota de genéricos comercializados em Portugal aumentou, no primeiro trimestre deste ano, 1,2%, para os 46,9%, face a igual período de 2014.

A nota assinala que, no quadro de um acordo com as farmácias para a promoção da saúde pública, foi estabelecido um sistema de incentivos à venda de genéricos, cujo pagamento decorrerá em junho.