A Lego vai despedir 1.400 empregados, 8% da sua equipa. A decisão foi tomada no âmbito de uma reorganização da empresa, depois de perdas na faturação e nos lucros nos primeiros seis meses deste ano.

O fabricante dinamarquês de brinquedos explica, em comunicado, que nos últimos cinco anos construiu uma organização mais complexa para suportar o crescimento global de dois dígito. Argumenta que precisa, agora de simplificar, a sua estrutura para manter a tendência.

Significa que construiremos uma organização mais pequena e mais simples do que a que temos hoje, o que simplificará o nosso modelo de negócio e permitirá chegar a mais crianças”

O comunicado é assinado pelo presidente do conselho de administração, Jørgen Vig Knudstorp.

O jogo das pequenas peças de plástico foi criado há 85 anos, na Dinamarca. Celebrou precisamente este mês o seu aniversário.