A BBC, maior grupo audiovisual público do mundo, anunciou hoje a supressão de mais de 1.000 postos de trabalho para reduzir custos e em resposta à mudança de hábitos do público, que implicou uma redução das receitas.

Segundo a BBC, a maioria dos cargos que serão eliminados, de um total de 16.600, são da gestão porque o objetivo é que a organização se torne "mais simples, mais ágil".

"Segundo as estimativas, a taxa de contribuição para o audiovisual para o período 2016/17 será inferior em 150 milhões de libras [cerca de 212 milhões de euros] face ao previsto em 2011", já que as pessoas veem cada vez mais televisão que não o televisor, segundo Tony Hall, diretor-geral da BBC.