O presidente de um dos maiores produtores de aço da China anunciou esta sexta-feira que vai eliminar 50 mil postos de trabalho, numa altura em que o país tem em curso reformas para reduzir o excesso de produção naquele setor.

Ma Guoqiang prevê que dos atuais 80 mil funcionários do gigante estatal Wuhan Iron and Steel, apenas 30m mil continuem na empresa, segundo declarações à versão digital do Diário do Povo, órgão oficial do Partido Comunista Chinês.

"Provavelmente, entre 40 mil e 50 mil pessoas terão de encontrar outro meio de sustento", disse.