A colaboração entre os centros de emprego e as agências privadas de emprego deverá abranger 10 mil desempregados das zonas metropolitanas de Lisboa e Porto.

«Estão a ser ultimados os detalhes técnicos para a concretização dos projetos-piloto» nas duas regiões, que têm o maior número de desempregados em todo o país, adiantou ao jornal «Público» fonte oficial do Ministério do Emprego e da Segurança Social.

No entanto, a tutela não referiu quando é que essa colaboração vai iniciar-se.

Lembra o mesmo jornal que a intenção já tinha sido anunciada em 2012 e, no ano passado, o Governo apontou para que os projetos arrancassem no primeiro semestre deste ano.