Cerca de 400 mil pessoas recebiam prestações de desemprego em maio, o que corresponde a menos de metade do número total de desempregados contabilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com os últimos dados disponibilizados na página da Segurança Social (www.seg-social.pt), e citados pela Lusa, em maio existiam 400.077 beneficiários de subsídio de desemprego ou de subsídio social de desemprego, menos 20.494 pessoas do que em abril.

Face ao mesmo mês de 2012, o número de beneficiários de prestações de desemprego é superior em 24.837 pessoas.

Segundo dados divulgados pelo INE, no fim do primeiro trimestre deste ano existiam 952,2 mil desempregados, o que fez elevar a taxa de desemprego para o valor histórico de 17,7%.

Do total de desempregados com subsídio em maio, 330.523 recebiam subsídio de desemprego.

Dos restantes desempregados subsidiados, 45.356 recebiam subsídio social de desemprego subsequente, 24.160 recebiam subsídio social de desemprego inicial e 38 recebiam prolongamento do subsídio social de desemprego.