O número de desempregados inscritos nos centros de emprego do Algarve caiu em julho, quer em relação ao mês de Junho quer face ao mesmo mês do ano passado, revelam os dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

O Algarve é, aliás, a única região do país a registar quedas, em cadeia e homóloga. Efeitos da sazonalidade, já que o Algarve é das regiões onde mais empregos de verão são criados, ligados ao turismo.

Seguindo o IEFP, no final do mês passado estavam inscritos no Algarve 25.928 desempregados, menos 6,9% face a junho e menos 1,4% face a julho de 2012.

Pelo contrário, as regiões do Alentejo, Norte e Centro do país registaram aumentos, embora em termos nacionais haja uma ligeira descida do desemprego face ao mês anterior. O Alentejo destaca-se, com um crescimento de 1,8% (ou 557 pessoas), para 31.669, seguido do Norte, com mais 0,9% para 289.905 pessoas, e do Centro, com mais 0,6%, para 97.024.

Já na comparação homóloga, verifica-se uma subida geral de 5%, com os Açores em destaque com um aumento muito superior à média: 18,3%. No Alentejo e no Centro também se registaram subidas de 7,9% e 7,8%, respetivamente.