A agência de notação financeira Moody's manteve hoje, dia da demissão do primeiro-ministro italiano, o «rating» da dívida soberana de Itália no nível «Baa2», mas reviu em alta a perspetiva, de negativa para estável.

A agência, que tinha descido a nota de Itália no verão de 2012 de «A3» para «Baa2», justificou a decisão, entre outros aspetos, com a «resiliência da solidez financeira do Governo italiano».

A Moody's prevê uma «estabilização» do nível da dívida do Estado italiano em 2014.