O responsável pelo fundo de privatizações estatais na Grécia (Taiped) demitiu-se este fim-de-semana, alegando «razões éticas», avança o jornal britânico «Finantial Times». Stelios Stavridis foi fotografado a viajar no avião privado do magnata do petróleo Dimitris Melissanidis, e terá sido pressionado pelo ministro das Finanças grego a renunciar ao cargo.

A polémica estalou porque a fotografia foi tirada na mesma semana em que ambos assinaram o acordo de privatização da Opap, empresa pública de apostas futebolísticas.

Stradivaris não está arrependido por ter aceite a «boleia», mas diz lamentar a situação difícil em que colocou o Executivo grego. Em declarações ao jornal grego «Kathimerini», Stavridis reiterou a transparência de tudo o que fez e sublinhou que as negociações para a privatização da Opap foram conduzidas por Yannis Emiris, director geral da Taiped, e não por ele.

Recorde-se que, no âmbito do acordo com a troika, a Grécia tem de arrecadar, até ao final de 2016, 15 mil milhões de euros com a venda de ativos. O negócio da Opap com Melissanidis vai render ao Estado grego encaixar 650 milhões de euros.