A equipa de gestão do Novo Banco liderada por Vítor Bento confirmou, este sábado, em comunicado, que durante a semana apresentou ao Fundo de Resolução e ao Banco de Portugal a intenção de renunciar aos cargos desempenhados na administração da entidade. Vítor Bento, José Honório e João Moreira Rato anunciam assim que renunciaram aos cargos.

Ministra das Finanças em silêncio sobre saída de Vítor Bento

Em comunicado conjunto, os três administradores confirmaram que comunicaram «ao fundo de resolução e ao Banco de Portugal a intenção de renunciar aos cargos (...) dando tempo para que pudesse ser preparada uma substituição tranquila».

Vítor Bento, Moreira Rato e José Honório salientam que não saíram «em conflito com ninguém, mas apenas porque as circunstâncias alteraram profundamente a natureza do desafio».

«Venda apressada será o fim» do Novo Banco

Os gestores demissionários fazem, no entanto, um balanço positivo do curto mandato no Novo Banco. Os três gestores referem que contribuíram «para a estabilização do banco e lançaram a elaboração de um plano de médio prazo». Dizem ainda que já foi encetado um processo para a rápida venda do banco, gerido pelo Fundo de Resolução e pelo Banco de Portugal.