O jornalista António Costa disse hoje à Lusa que, além da saída da direção do Diário Económico (DE), abandona também o cargo de administrador e o grupo Ongoing.

Questionado hoje à noite pela agência Lusa sobre se a sua demissão de diretor do DE implica também a saída do cargo de administrador da Ongoing Media e do grupo, António costa respondeu que «sim».

António Costa adiantou que esta decisão foi «devidamente ponderada há várias semanas» e que «não está relacionada com nenhuma outra do grupo Ongoing», que é presidido por Luís Vasconcellos e detém o Diário Económico e a Económico TV.

Contudo, António Costa não explicou os motivos que o levaram à demissão.

O jornalista disse, numa resposta escrita enviada à Lusa, que se manterá em funções na direção no Económico «até à entrada de um novo diretor».

No final de fevereiro, Rafael Mora, vice-presidente da Ongoing, abandonou os cargos que ocupava naquela holding, mas manteve-se como administrador do grupo na PT SGPS e na brasileira Oi.