A Mercedes-Benz e a sua joint-venture chinesa Beijing Benz Automotive vão chamar à revisão 20.779 veículos na China. Tudo por causa de um defeito nos cintos de segurança. O anúncio foi feito pelas autoridades encarregadas do controlo de qualidade.

A Beijing Benz Automotive vai fazer a revisão de um total de 18.893 automóveis Classe C e GLC, fabricados entre outubro de 2016 e fevereiro de 2017 pela construtora automóvel alemã, detalhou a Administração-Geral de Supervisão da Qualidade, Inspeção e Quarentena do país, citada pela televisão estatal CCTV.

A Mercedes-Benz China fará a revisão de 1.886 automóveis desportivos importados Classe S, Classe C e GLC, fabricados entre julho e dezembro de 2016.

As autoridades chinesas referiram que os cintos de segurança podiam não funcionar em caso de acidente, o que supõe um risco para a segurança do condutor.

As revisões, realizadas gratuitamente, vão começar a 9 de março.