Até 30 de abril, prazo limite da primeira fase de entrega do IRS, mais de 3,5 milhões de declarações foram submetidas com sucesso e a esmagadora maioria - 87,9% - via Internet. E isto apesar dos problemas informáticos que foram sendo descobertos já durante o período de liquidação do imposto.

E reembolsos? Já começaram. A promessa do Governo era de devolver o valor devido aos contribuintes 25 depois. “Até ao momento, foram realizados 266.533 reembolsos, correspondentes a 249,73 milhões de euros, com um reembolso médio de 936,96 euros”, revelou o Ministério das Finanças esta sexta-feira, em comunicado.

A tutela assegura que o processo de entrega de liquidação de IRS "tem decorrido de forma regular sem que tenham existido quaisquer problemas na submissão das declarações".

“A complexidade das soluções introduzidas este ano com a reforma do imposto têm-se traduzido por vezes em pequenas falhas informáticas. A Autoridade Tributária tem corrigido, rapidamente, os problemas detetados e apresentado alternativas, de forma a assegurar que os contribuintes têm as melhores condições para cumprir as suas obrigações fiscais”

Certo é que ainda na quinta-feira a tutela indicou que houve uma "falha" no simulador do IRS que "foi corrigida" no primeiro dia da entrega das declarações. Isto porque o valor dos reembolsos do IRS está a surpreender muitos dos contribuintes que vão receber menos do que constava na simulação do Portal das Finanças. Uma diferença pode chegar às centenas de euros. A situação poderá ter afetado alguns contribuintes, que poderão entregar uma nova declaração sem penalizações.

Quanto às contas da primeira fase, que incidiu sobre os trabalhadores por conta de outrem e pensionistas, foram submetidas ao certo 3.682,367)« declarações, sendo que 3.236,997 foram entregues pela Internet, o que corresponde a 87,9% dos contribuintes.

“De salientar que, durante esta primeira fase, dos contribuintes casados ou em união de facto, apenas 4% optaram pela tributação separada”

A segunda fase, que diz respeito aos trabalhadores independentes e restantes contribuintes, começou a 1 de maio e ainda decorre até ao final do mês. Até quarta-feira, dia 4, tinham sido entregues 122.646 declarações, das quais 117.930 (96,15%) pela Internet.