Mais de 450 mil contribuintes já entregaram a sua declaração de IRS de 2017, disse hoje o ministro das Finanças no Parlamento.

De acordo com Mário Centeno, até às 13:00 de hoje (hora de Lisboa), foram entregues 452.195 declarações de IRS, das quais 265.252 através do IRS automático.

Este ano, acrescentou o governante, a entrega automática de IRS pode abranger três milhões de agregados, uma vez que podem fazer a entrega automática da declaração de IRS agregados familiares com rendimentos por conta de outros e pensões que tenham pessoas dependentes a cargo (como filhos) e que usufruam de benefícios fiscais respeitantes a donativos comunicados ao fisco.

O ano passado, dos 1,8 milhões de agregados potenciais, fizeram uso do IRS automático 800 mil contribuintes.

Desde domingo e até ao final de maio, os contribuintes têm de entregar a declaração de IRS sobre os rendimentos que auferiram em 2017, sendo que, pela primeira vez, só o podem fazer pela Internet.

De acordo com dados do Governo, no ano passado foi possível, em média, reembolsar os contribuintes num prazo de 23 dias, sendo que o prazo foi menor no caso do IRS automático (12 dias).

As Finanças têm dito que este ano o prazo de reembolso deverá reduzir-se.