Num relatório divulgado esta sexta-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE) mostra que a evolução média do salario dos portugueses entre 2008 e 2012 sofreu um maior aumento nas Pequenas e Médias Empresas (PME) do que nas sociedades de grande dimensão.



O INE considera que estes números poderão «parcialmente associados ao aumento do salário mínimo nacional de 426 euros em 2008 para 485 euros a partir de 2011, com maior impacto nas sociedades que praticavam salários mais baixos»



O relatório do INE mostra ainda que Portugal é um dos países europeus onde as SGD têm menos importância para o valor acrescentado bruto (VAB) gerado.



O VAB, gerado pelo tecido económico, representa o valor bruto da produção deduzido do custo das matérias-primas e de outros consumos no processo produtivo, o que traduz a quantidade de valor que foi acrescentado pelas empresas às matérias transformadas.