A taxa de desemprego na Grécia atingiu 27,4% em setembro, mais 0,1 pontos percentuais do que em agosto e quase mais 1,5 pontos percentuais do que no mês homólogo de 2012, foi hoje anunciado.

Segundo o instituto de estatística grego ELSTAT, o número de desempregados em setembro foi de 1.376.463, ou seja mais 14 mil do que em agosto e mais 77 mil do que no mesmo mês de 2012.

O número de empregados situou-se em 3,6 milhões de pessoas, número próximo dos de inativos, grupo que inclui não empregados nem à procura ativamente de emprego, que em setembro foi de 3,3 milhões.

O desemprego entre os menores de 25 anos caiu quase oito pontos percentuais para 51,9%, um valor também inferior ao registado no mês homólogo de 2012 (56,7%).

As mulheres continuam a ser as mais atingidas pelo desemprego. A taxa de desemprego nas mulheres foi de 31,4%, superior à dos homens que não ultrapassou 24,5%.

Em setembro de 2008, no início da crise, a taxa de desemprego era de 7,5%.

Nos últimos meses e depois de ter ultrapassado a barreira dos 27% em abril, a taxa de desemprego estabilizou-se entre 27,2 registado em abril e junho e o máximo de 27,5% registado em maio, com ligeiras variações mensais.