A taxa de desemprego na Grécia atingiu um novo máximo histórico de 28% em novembro passado, indicou esta quinta-feira o Instituto de Estatística grego (Elstat).

O número de desempregados ascendeu a 1,38 milhões de pessoas, tendo a taxa de desemprego alcançado um novo máximo desde que a série estatística existe, mais 1,7 pontos percentuais em relação a igual mês do ano anterior e 0,3 pontos percentuais acima do valor observado em outubro de 2013.

A taxa de desemprego em outubro tinha sido revista em baixa, em uma décima, para os 27,7%, segundo o Elstat.

A mais elevada taxa de desemprego na Grécia afeta, em particular, os menores de 25 anos e as mulheres.

Em novembro de 2008, no começo da crise, o desemprego na Grécia era de 7,5%.

Atualmente, o número de empregados (3,55 milhões) está muito próximo do número de pessoas que estão inativas (3,38 milhões), ou seja, cidadãos que nem têm trabalho nem estão à procura de emprego.