O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego espanhóis baixou em 1.949 pessoas em fevereiro (-0,04%) face ao mês anterior, passando para 4.812.486, informou esta terça-feira o Ministério do Emprego e Segurança Social.

Segundo os dados hoje publicados, foi a primeira vez que se registou uma descida no desemprego num mês de fevereiro desde 2007, ou seja, antes do início da crise económica.

Positivo foi também o dado de novos inscritos como trabalhadores com emprego, que aumentou em 38.694 pessoas (mais 0,24%), para um total de 16.212.304 contribuintes, o melhor valor desde 2008.

Foi também a primeira vez desde o início da crise que se registou um crescimento homólogo neste indicador, sendo que entre fevereiro de 2013 e fevereiro 2014 o sistema ganhou 61.557 trabalhadores com emprego.

No que toca ao desemprego, a melhoria em fevereiro é mais significativa em termos homólogos, já que o número de desempregados caiu em 227.736 pessoas, o que representa uma descida de 4,5%.

Excluídos os fatores sazonais, explica o Governo, a descida do desemprego seria de 55.353, a maior queda da série histórica de registos.