A Nestlé anunciou hoje um novo programa de combate ao desemprego jovem na Europa, que será desenvolvido com os seus parceiros de negócio e que em Portugal promete a criação de 8.000 estágios até 2017.

Passos pede iniciativas contra desemprego «insuportavelmente elevado»

Designado "Aliança para a Juventude", o novo programa - que conta com o apoio da Comissão Europeia - alarga a iniciativa Nestlé Emprego Jovem, criada no final do ano passado, aos parceiros de negócio da empresa.

Na cerimónia de assinatura de um compromisso das empresas com a europeia Alliance for Apprenticeships, da Comissão Europeia, estiveram presentes o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, acompanhado pelo vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, o ministro da Solidariedade e Segurança Social, Pedro Mota Soares, e o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso.

No lançamento da iniciativa foram assinados os protocolos entre a Nestlé Portugal com os líderes de alguns dos parceiros nacionais, como a BA Vidro, BPI, Eurogroup Consulting, Germen, GraphicsLeader, Jerónimo Martins, Logoplaste, Luis Simões, Portucel, RAR, Saica Pack, Sonae e Vodafone.

Além disso, a Nestlé S.A. assinou também protocolos com alguns parceiros europeus, como a Adecco, Axa, Cargill, Chep, DS Smith, Ernst&Young, Facebook, Firmenich, Google, Nielsen, Publicis, Salesforce.com, Twitter e White&Casem.

Em setembro serão divulgadas outras entidades europeias que se juntarão à iniciativa «Aliança para a Juventude».

Durante a iniciativa, Durão Barroso defendeu estas «novas formas de promover a integração de jovens no mercado de trabalho», lembrando que o combate ao desemprego jovem é um tema prioritário no plano europeu e destacando o valor das novas gerações.

«Esta geração é a melhor preparada que alguma vez houve», disse durante a cerimónia, onde elogiou a iniciativa da Nestlé e dos signatários do compromisso.

As empresas que integram a «Aliança para a Juventude» irão também desempenhar um papel de embaixadores desta causa junto dos respetivos parceiros de negócio e associações setoriais.