O ministro da Economia, António Pires de Lima acredita que «Portugal está no caminho certo». O ministro olha para o futuro com bons olhos, mas alerta que «os discursos de euforia estão completamente dissociados da vida dos portugueses».

«Portugal está numa fase de viragem consistente, mas gradual», sustenta Pires de Lima.

Quando questionado sobre os últimos dados económicos, Pires de Lima realçou que, no primeiro trimestre de 2024, Portugal cresceu 1,2%, «muito mais do que a média europeia» (0,9%).

O PIB registou, em termos homólogos, um aumento de 1,2% no primeiro trimestre. Mas quando comparado com o trimestre anterior mostra uma contração de 0,7%, de acordo com a estimativa rápida do INE divulgada ontem.

Quanto à taxa de desemprego, o ministro reconheceu que apesar de continuar alta, desceu para 15,1% e «está muito abaixo da que tinha sido calculada nos orçamentos e nas estimativas macro- económicas».

Pires de Lima reconheceu também que o crescimento das exportações (2%) ficou aquém do que o governo desejaria e atribuiu-o a um «efeito excecional, que foi a paragem da refinaria de Sines, que entretanto já foi reativada».

O ministro da economia salientou ainda o creScimento do turismo em 6,5%.

«Continuamos perfeitamente confiantes que vamos atingir o objetivo traçado para 2014», rematou Pires de Lima.