O Produto Interno Bruto (PIB) dos 35 países da OCDE cresceu 0,7% no terceiro trimestre do ano passado, face aos 0,8% dos três meses precedentes, devido a uma menor contribuição do consumo privado e do investimento.

O consumo privado desceu 0,3 pontos percentuais no PIB entre julho e setembro face aos 0,5 pontos de entre abril e junho, enquanto o investimento representou uma décima no terceiro trimestre (três décimas no segundo), sinalizou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

As exportações contribuíram com uma décima para o PIB no terceiro trimestre e os stocks das empresas somaram duas décimas ao PIB entre julho e setembro.

Entre as grandes economias da OCDE, os EUA avançaram 0,8% no terceiro trimestre, igual ao segundo e o mesmo valor da Alemanha, que subiu comparado com os 0,6% de crescimento do trimestre precedente.

O Japão ficou nos 0,6% (0,7% no trimestre anterior), França permaneceu estável nos 0,6% e o Reino Unido subiu para os 0,4% (face os 0,3% do segundo trimestre).