O PIB da Grécia cresceu 0,8% no segundo trimestre do ano, em relação ao trimestre anterior. A subida é inesperada e bate todas as estimativas. Os economistas antecipavam uma contração de 0,5%.

Os números foram publicados esta quinta-feira pelo instituto de estatística do país (ELSTAT). Recorde-se que estes números correspondem ao período anterior à introdução do controlo de capitais e a suspensão da negociação dos títulos na Bolsa de Atenas.

Assim, de acordo o organismo estatístico grego, o PIB ficou estável no primeiro trimestre, depois de cair 0,2% no quarto trimestre de 2014, enquanto as estimativas anteriores indicavam uma recessão por preverem uma queda da riqueza do país de 0,2% e 0,4% nos dois trimestres seguintes.

O Eurogrupo vai reunir-se esta sexta-feira para tentar viabilizar o acordo alcançado na terça-feira entre a Grécia e os credores internacionais para um terceiro resgate. 

A proposta de memorando vai ter ainda de ser votada pelo parlamento grego, já esta quinta-feira. 

A intenção do governo grego é a de permitir a entrada em vigor do novo plano de ajustamento antes de 20 de agosto, data em que a Grécia deve proceder a mais um reembolso ao Banco Central Europeu (BCE) no montante de 3,4 mil milhões de euros.   

O acordo alcançado na terça-feira garante ao país o financiamento de cerca de  85 mil milhões de euros durante três anos.